Casa da Montanha do Pico

[Esquiço Seguinte]

Localização: Montanha do Pico - Portugal [Mapa]

Cliente: Secretaria Regional do Ambiente e do Mar

Data do Projecto: 2003

Data da Construção: 2008

Engenharia: TRIEDE

Endereço: Montanha do Pico

Descrição:
A meia altura da Montanha, oculta pelas nuvens, onde acabam os últimos vestígios da nossa civilização e impera a natureza, começa o caminhante o seu desafio à resistência e coragem.

Nesse sítio onde a chuva e o nevoeiro são frequentes, começa um trilho de cerca de 5Km que o levará ao ponto mais alto de Portugal 2351 m, passadas cerca de 3/4 horas.

Local quase mítico e inspirador de poetas, este estratovulcão de elevada riqueza geológica e biológica, e como tal classificado reserva natural, impulsiona 2500 turistas/ano a escalá-lo, por forma a visionar as diferentes ilhas do grupo central e orgulhosamente poder dizer “eu estive lá”.

A necessidade de apoio aos visitantes, de informação ambiental e recomendações, bem como do controlo de subida, levou à projectação da Casa de Apoio, no local hoje destinado ao estacionamento de viaturas privilegiadas e da protecção civil.

A verificação de que o local agora escolhido é, por si mesmo, já um local de visita, em função do que se vislumbra ou da utilização mais ou menos prolongada, (derivada da largada ou tomada de pessoas que se decidem à aventura da escalada), levou à inclusão no programa de um espaço destinado à estadia, com funcionamento autónomo do acesso à montanha e que, se estabeleça como mais um equipamento aberto aos residentes da ilha do Pico.


O edifício, procura retratar os elementos da arquitectura tradicional sem recorrer a mimetismos fáceis, reinterpretando na sua concepção e construção os materiais, a volumetria e a adaptação à topografia do local; a solução adoptada em função do sítio, permite diminuir o impacto da área construída, substituindo o ondulado das pequenas colinas por um primeiro plano com as mesmas características (conjunto edifício mais escadas). Dividido em dois corpos unidos por um elemento transparente, o edifício abre-se nos topos para a paisagem, estabelecendo uma relação directa entre a função dos espaços e o enquadramento.
Nuno Ribeiro Lopes
Architects
Arquitectos