Aquário Virtual

[Esquiço Seguinte]

Localização: Faial, Açores - Portugal [Mapa]

Cliente: Secretaria Regional do Ambiente e do Mar

Data do Projecto: 2004

Data da Construção: 2008

Engenharia: OMF

Endereço: Monte de Guia - Horta

Descrição:
A par do Plano de Ordenamento e Gestão da Paisagem Protegida do Monte da Guia, estão previstas a recuperação, requalificação e a reorganização das diferentes construções existentes – Centro do Mar, Casa dos Dabney e anexos, e Fábrica Velha da Baleia, bem como toda a área envolvente.

De acordo com o estudo preliminar apresentado, propõe-se para a Fábrica Velha da Baleia a sua adaptação a aquário virtual.

Com o estudo global apresentado o edifício deixa de ser terminal do percurso pedonal, para assumir a transição do espaço mais construído junto à costa, para um espaço mais natural e mais interior.

Este edifício quadrangular, em tufo, implantado sobre a costa, terá sido originariamente destinado a fábrica de bacalhau (juntamente com mais dois edifícios, dos quais é visível unicamente um cunhal em pedra), ou construído para Fábrica da Baleia no mesmo local do edifício original.

Abandonada a função por aparecimento de uma nova estrutura – actual Centro do Mar – o edifício entrou em ruína, tendo no entanto tido temporariamente outras funções, das quais se destaca, no passado mais recente, a de uma discoteca.

Remate do conjunto construído, alberga um programa atractivo e inovador, que motivará a deslocação até lá, para uma viagem ao fundo do mar, às quatro fontes hidrotermais que circundam o arquipélago dos Açores.

Edifício inicialmente rebocado, apresenta hoje a textura do material de construção estrutural, alvenaria de tufo, o que lhe permite fundir-se com a paisagem envolvente.

Entendendo não alterar esta visão actual, propõe-se a construção de um novo edifício dentro do existente, emergindo pelo topo, dado a cércea ser totalmente diferente da existente, e “envernizando” as paredes actuais, de forma a defendê-las da agressão do tempo. Esta proposta de intervenção, mantendo uma imagem de quase ruína, é completada pelo entaipamento das janelas com pedra em substituição dos blocos existentes.

Edifício quase completamente fechado, tenta construir um ambiente adequado ao visionamento do fundo do mar, pela forma circular dos ecrãs e pela envolvente em armários, aquários ou ecrãs num total de cor azul.

Organizado de uma forma muito simples, com uma entrada e uma saída, inclui uma pequena instalação sanitária na espessura do armário e do vão de uma janela.
Nuno Ribeiro Lopes
Architects
Arquitectos